Piscinas: Segurança

Quais medidas devem ser adotadas para total segurança no manuseio dos produtos?

Para evitar acidentes, com riscos de vida e perda de materiais, é extremamente importante que algumas medidas de segurança sejam tomadas:

  • Leia e siga corretamente todas as instruções de uso do produto.
  • Escolha produtos de qualidade adequados ao determinado tipo de piscina.
  • Não misture produtos, mesmo que apresentem semelhanças quanto à forma e aspecto físico. A mistura desses produtos químicos e seu incorreto manuseio e armazenagem podem provocar graves acidentes, além de danificar materiais como tubos, dosadores, bomba, filtros, etc.
  • A casa de máquina deve estar sempre trancada.
  • Os produtos químicos devem estar bem guardados e armazenados, longe do alcance das crianças.

Exemplo da mistura de produtos incompatíveis e seus efeitos:

Mistura  Características Efeitos
Hipoclorito de Cálcio + Tricloro ou Dicloro Mistura altamente explosiva, geradora de fogo, libera gases tóxicos e irritantes. Quando inalados, podem provocar queimaduras graves, conjuntivite e irritações bronco-pulmonares.

A tabela abaixo mostra a incompatibilidade ou não destes produtos. Porém, é altamente recomendável que não se faça mistura entre produtos químicos, pois outras condições alheias ao usuário (umidade, temperatura, etc.) podem tornar produtos estáveis em uma combinação explosiva.

Ingrediente Ativo Incompatível com:
Hipoclorito de cálcio Dicloros, tricloros, redutor de pH, algicidas, estabilizadores
Dicloro isocianuratos de sódio Hipoclorito de cálcio, redutor de pH, algicidas
Tricloro-S-triazina-triona Hipoclorito de cálcio, redutor de pH, algicidas

Além de um tratamento regular , quais as medidas que eu posso tomar para aumentar a segurança de minha piscina?

Algumas medidas básicas podem ser tomadas para tornar ainda mais difícil a proliferação de microorganismos na piscina. São elas:

Para todos os nadadores:

  • Não nade se você estiver com diarréia. Isto é especialmente importante para crianças de fraldas;
  • Evite engolir água de piscina;
  • Garanta que todos os usuários da piscina observem regras básicas de higiene: tomar uma ducha antes de entrar na piscina e lavar bem as mãos depois de usar o banheiro ou trocar fraldas.

Para os pais de crianças:

  • Leve suas crianças com freqüência ao banheiro e cheque as fraldas. Não espere que as crianças peçam para ir ao banheiro;
  • Troque as fraldas das crianças no banheiro e nunca perto da piscina;
  • Lave suas crianças com água e sabão antes de nadar.

Dicas gerais de segurança em Piscinas

Além de manter sua piscina limpa e saudável e livre de germes, através de um programa regular de tratamento, é preciso mantê-la segura, prevenindo acidentes e reduzindo o risco de afogamento.

Para isso, siga estas dicas internacionais de segurança em piscinas:

  • Cerque sua Piscina;
  • De preferência, use uma cerca em volta da piscina e feche o acesso com um portão que não possa ser aberto por crianças;
  • Não corra: Ande;
  • Os pisos das piscinas são locais escorregadios. Não corra na beira da piscina. Seja cuidadoso tanto ao entrar quanto ao sair. Use as escadinhas, quando disponíveis;
  • Preste atenção antes de mergulhar;
  • Muitos acidentes ainda são provocados por mergulhar de cabeça em água rasa. Só porque uma pessoa mergulhou antes, não significa que é seguro mergulhar novamente. Podem surgir coisas novas: outros nadadores embaixo da água, brinquedos ou objetos esquecidos na piscina, queda no nível da água, etc. Sempre observe bem antes de mergulhar;
  • Respeite suas limitações;
  • Nade somente em profundidades onde você se sinta confortável;
  • Nade acompanhado;
  • Mesmo que a piscina conte com salva-vidas, é útil manter uma companhia que o observe enquanto você nada – e vice-versa;
  • Evite brincadeiras violentas na piscina;
  • Brincadeiras de lutas e mesmo as de “cavalinho” na piscina devem ser evitadas. Uma batida da cabeça nas paredes da piscina pode levar à inconsciência e resultar em afogamentos;
  • Se beber, não entre na piscina;
  • O álcool reduz seus reflexos e pode ameaçar a sua segurança e a das pessoas que estão com você na piscina;
  • Mantenha sua piscina limpa e saudável;
  • Sempre tome uma ducha antes de entrar na piscina;
  • Nunca entre com comida ou bebida em uma piscina. Não apenas os respingos de bebida sujam a piscina como copos proporcionam o risco de depósito de vidro quebrado no fundo da piscina;
  • Não traga sujeira para dentro da piscina;
  • Use roupas apropriadas para banho. Evite roupas adaptadas, tais como jeans cortados e especialmente fraldas descartáveis. Se o bebê tiver problemas e contaminar a água, observe as medidas de um tratamento de choque.

Atenção para os riscos de sucção:

  • A água em piscinas é constantemente bombeada através do sistema de filtragem. Isto significa que a água está permanentemente sendo “puxada” para o filtro, freqüentemente através de orifícios localizados embaixo do nível da água. Estes orifícios podem puxar seu cabelo e mantê-lo submerso até o afogamento.
  • Pessoas com cabelos compridos devem estar especialmente atentas para este risco e o uso de toucas é recomendado.
  • Pernas e braços podem ocasionalmente ficar presos nestes orifícios de sucção, portanto não é seguro brincar perto deles.
  • Utilize na sua piscina grades de proteção nos pontos de sucção, que evitam este problema.

Atenção para as armadilhas submersas:

  • Muitos utensílios de piscinas podem segurar uma pessoa debaixo da água. Algumas escadinhas possuem pequenos espaços que podem prender uma criança. Observe para que todos os “buracos” em sua piscina sejam ou pequenos demais ou grandes demais, de forma a não prender uma criança.

Atenção para os utensílios quebrados e pontas afiadas:

  • Utensílios quebrados (escorregadores, escadas, etc), buracos no piso da beira da piscina e pontas afiadas podem causar cortes e machucados. Conserte qualquer problema que possa oferecer risco aos banhistas.

Crianças e Piscinas - Atenção redobrada:

  • Mesmo que freqüentar piscinas seja muito importante para o desenvolvimento físico de uma criança e que a natação seja um dos mais completos exercícios para todas as idades, é preciso ter consciência de que uma criança pode se afogar muito rapidamente, em qualquer profundidade de água.
  • Crianças precisam de supervisão permanente de um adulto quando estiverem dentro ou próximas de uma piscina.

Para o máximo de segurança das crianças em piscinas, recomendamos:

  • Aprenda a nadar e ensine também suas crianças. Esta medida é a mais recomendada para o uso de piscinas.
  • A criança NUNCA deve permanecer na piscina sem observação
  • Mantenha um telefone perto da piscina para acionar os bombeiros em uma emergência.
  • Busque treinamento em técnicas de ressuscitação e respiração boca-a-boca.
  • Além de cercar sua piscina, esteja certo de que nenhum móvel esteja próximo e facilite a ultrapassagem da cerca por crianças.
  • Sempre mantenha o equipamento básico de salva-vidas próximo da piscina e aprenda a usá-lo. Bóias e cordas são especialmente recomendadas.
  • Mantenha brinquedos fora da piscina – lembre-se que brinquedos atraem crianças.
  • O primeiro lugar para checar quando uma criança estiver desaparecida é a piscina, especialmente o fundo.
  • Bóias são importantes, mas não substituem a supervisão de um adulto sobre as crianças. Bóias podem esvaziar, escorregar e mesmo virar, deixando a criança em uma situação de risco.
Fonte: HTH